sexta-feira, 14 de novembro de 2014

Cura de chocolate

Por mais voltas que dê e por mais receitas que experimente, sempre que pergunto à corte "Querem um bolinho de quê?" a resposta não varia. Nunca varia... Eu já devia saber e deixar-me de perguntas tolas...


BOLO DE CHOCOLATE 



Ingredientes

1 e 1/2 chávenas de chá de açúcar
2 chávenas de chá de farinha
1 colher de chá de fermento em pó
1/2 chávena de chá de cacau em pó
1 colher de café de bicarbonato de sódio
4 ovos
1/2 chávena de chá de manteiga de amendoim amolecida
1 chávena de chá de buttermilk (soro de leite ou coalho de manteiga)

Pré-aquecer o forno a 180ºC.
Forrar uma forma redonda com papel vegetal e reservar.
Numa taça misturar os ingredientes secos, açúcar, farinha, fermento, bicarbonato e cacau.
Numa outra taça misturar a manteiga de amendoim com os ovos e o buttermilk.
Juntar a mistura de manteiga com os ingredientes secos.
Verter a massa na forma e levar ao forno durante aproximadamente 30 minutos.
Retirar do forno e deixar arrefecer.




Cobertura e decoração

1 tablete de chocolate de leite
Folhas de chocolate crocante (que comprei no LIDL)
2 colheres de sopa de açúcar em pó
1 colher de sopa de cacau em pó
1 colher de sopa de leite

Derreter o chocolate e verter sobre o bolo arrefecido cobrindo todo o topo do bolo.
Utilizar parte do chocolate derretido para fixar as folhas de chocolate na lateral do bolo a toda a volta.
Numa taça, misturar o açúcar com o cacau e o leite. Transferir a mistura para um saco de pasteleiro com bico redondo e decorar a gosto.




Tomem lá o bolo de chocolate!

Vezes dois

Biscotti é o nome dado pelos italianos a este biscoito (faz lembrar...) cuja origem é secular, existindo receitas tão antigas que remontam ao tempo dos romanos. É tão simples que não tem como falhar e tão bom que apetece fazer por tudo e por nada. Só porque sim. É também muito versátil pois podemos incluir os ingredientes que mais gostarmos, cobrir de chocolate ou glacear.

O nome refere-se ao biscoito cozido duas vezes "Bis-Cotti" e que guarda o segredo da sua consistência resistente e seca, ideal para acompanhar um café ou um chá. Os toscanos têm a sua versão à qual chamam "Cantuccini" nome pelo qual também é conhecido este biscoito.

A receita é simples. Toca a experimentar!


BISCOTTI




Ingredientes

250 gr de farinha sem fermento
150 gr de açúcar
1 colher de chá de fermento em pó
2 ovos
100 gr de amêndoas inteiras
50 gr de arandos secos picados
Sumo e raspa de uma laranja ou de um limão

Pode fazer-se com passas, pepitas de chocolate, pistacios, etc

Pré-aquecer o forno a 180ºC.
Juntar todos os ingredientes numa taça e amassar até obter uma massa modelável. Se necessário polvilhar com um pouco de farinha para que não pegue às mãos.
Moldar dois rolos e colocar num tabuleiro forrado com papel vegetal. 
Vai ao forno durante 15 minutos ou até dourar. Retirar do forno e deixar arrefecer um pouco.
Cortar os rolos em fatias e dispor sobre o tabuleiro.
Levar de novo ao forno durante mais 15 minutos. 




Tão simples. Tão bom!

Mais abóbora

Estamos no tempo dela, da abóbora. Mal parecia que não aproveitasse bem a oportunidade de fazer bolinhos e afins com este ingrediente... A verdade é que nem é da minha predilecção... Não aprecio muito o seu sabor e, tirando uma bela compota com amêndoas ou nozes entornada por cima do plácido requeijão, digamos que não perco muito tempo a pensar no que fazer com esta cabaça...

Mas depois da receita de muffins, fiquei com uma parte de puré de abóbora no frigorífico que, por ter sido cozido com canela não podia ser escondido na panela da sopa. Pois... Então abri a porta do armário e tirei tudo o que me pareceu que estava na hora de gastar num só bolo. Aquela limpeza do armário que resulta num bolo de restos, feito com técnica indefinida e cujo resultado é incógnito e incerto.

E da panela da bruxa resultou este feitiço.


BOLO DE ABÓBORA E CANELA 
COM CRUMBLE




Ingredientes

1 e 1/2 chávenas de chá de açúcar
2 chávenas de chá de farinha
1 colher de chá de fermento em pó
2 ovos
2 iogurtes
1 colher de sopa de essência de baunilha
1/2 chávena de chá de óleo
1 chávena de chá de puré de abóbora
1/2 chávena de chá de margarina derretida
1 colher de sopa de canela em pó

Pré-aquecer o forno a 180ºC.
Forrar um tabuleiro com papel vegetal.
Numa taça, misturar o açúcar, a farinha e o fermento. Envolver e reservar.
Numa outra taça, bater os ovos com os iogurtes, a essência de baunilha, o óleo e o puré de abóbora. Retirar meia chávena desta mistura e reservar.
Verter a restante mistura na taça da farinha e envolver bem, até obter uma mistura homogénea. 
À meia chávena da mistura de iogurte e abóbora adicionar a margarina derretida e a canela. Espalhar de forma uniforme sobre a primeira camada de massa.
Verter a restante massa de bolo no tabuleiro.

Preparar o crumble:

1/2 chávena de chá de açúcar
1 chávena de chá de farinha
1 colher de sopa de margarina
1 colher de chá de canela
Amêndoa picada (opcional)

Misturar tudo numa taça com as mãos de forma a obter uma massa semelhante a migalhas grosseiras.
Espalhar sobre a massa do bolo e levar ao forno durante aproximadamente 30 minutos.



Só digo que adorei este bolo!!! É tão perfumado e delicioso e cremoso... É daqueles cuja receita fica guardada no livro de capa preta onde estão todas as receitas fantásticas que vou deixar às minhas netas. 

Vale a pena limpar o armário de vez em quando...

domingo, 2 de novembro de 2014

Ora abóbora!

Confesso que não sou a maior fã de abóbora mas a quantidade de receitas que me atacam nestes dias de outono é tão grande e variada que não posso ignorar o seu apelo. Sou literalmente bombardeada por tartes, tortas, bolos, sonhos e outros, todos eles com um denominador comum... Abóbora!

E assim... subjugada pelo seu peso... aqui deixo o meu contributo para um lanche de tardes frescas.


MUFFINS DE ABÓBORA




Ingredientes

2 chávenas de chá de farinha
1 1/2 chávenas de chá de açúcar
1 colher de sobremesa de fermento em pó
1 colher de chá de canela
1 colher de café de gengíbre em pó
1 colher de café de nós moscada
1 chávena de chá de puré de abóbora (fiz com abóbora, sumo de laranja, pau de canela e um pouco de açúcar - deixei cozer e reduzi a puré)
2 ovos
1/2 chávena de chá de óleo
1/2 chávena de chá de coalho de manteiga (fiz com 1/2 chávena de leite e 1 colher de sopa de sumo de limão)


Pré-aquecer o forno a 180ºC.
Forrar 14 tacinhas de metal para queques com forminhas de papel.
Numa tigela, juntar a farinha, o açúcar, o fermento em pó, a canela, o gengíbre e a nós moscada. Misturar bem e reservar.
Numa outra tigela, misturar o puré de abóbora com o óleo, os ovos e o coalho.
Adicionar os ingredientes molhados aos secos e mexer bem até conseguir uma mistura homogénea.
Verter a massa nas tacinhas até 3/4 da sua capacidade.
Levar ao forno durante 20 minutos.
Uma vez cozinhados, retirar do forno e deixar arrefecer nas formas durante 10 minutos. Retirar das formas de metal e polvilhar com uma  mistura de açúcar e canela.




Fiquei rendida aos encantos da abóbora e vou experimentar mais receitinhas que guardei para dias chuvosos... Estes muffins ficaram tão fofinhos.......mmmm!











sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Ode ao chocolate

O chocolate é, ao mesmo tempo, produto e ingrediente de alquimia, magia que transforma, que revela sorrisos e que ilumina o olhar. Basta observar a reacção de quem saboreia chocolate para entender que estamos perante algo especial. Ninguém fica imune aos seus poderes....

Cá em casa temos diferentes graus de dependência de chocolate mas ninguém imune... Há lá vacina para isto?!

Hoje transformei o chocolate em pequenas bombinhas de desgraça que, ao contrário das minhas expectativas, ficaram bem leves e suaves. Quando li esta receita inicialmente julguei que estas trufas iriam ser densas e muito doces mas enganei-me, o que, por vezes, é uma coisa boa.


TRUFAS DE OREO




Ingredientes

200 g de chocolate negro
1 embalagem grande de bolachas Oreo (220g)
1 embalagem de queijo Philadelphia


Pronto! E agora é só desfazer as bolachas Oreo em miolo e misturar o queijo creme com a ajuda da batedeira. Ficamos com uma pasta mole e pouco consistente e pensamos logo que já está tudo estragado... Mas não! 
Colocar no frigorífico durante, pelo menos, duas horas. 
Retirar do frio e formar pequenas esferas com a massa. Nesta fase a massa está mais consistente e não adere muito às mãos.
Voltar a refrigerar as trufas.
Num copo alto, colocar o chocolate negro partido em bocados e levar ao micro-ondas por 30 segundos de cada vez, mexendo nos intervalos, até derreter.
Passar as trufas pelo chocolate derretido e dispor num prato até secar completamente.




O ideal seria temperar o chocolate mas, essa ideia fica para outra altura. Não é necessário complicar o que é simples ... e delicioso!


terça-feira, 28 de outubro de 2014

A todo o gas

Já sei, já sei....
Já devia ter publicado esta receita há, pelo menos, uma semana. Tinha prometido... Tardou um pouco mas não faltou!
Aqui fica mais uma receita de bolo de chocolate, um sucesso garantido cá em casa, e, pelos vistos, nos arredores...
Teremos de ter em consideração que um bolo de chocolate está para a doçaria como o vestidinho preto está para a moda... Nunca falha! E este fica sempre bom, quer fique bem cozido - tipo bolo de chá - mal cozido - tipo fondant ou mesmo que resulte num tipo de queijada - o que já me aconteceu também... Só tem um defeito... Desaparece...


BOLO DE COCA-COLA




Ingredientes

2 chávenas de chá de açúcar (usei uma chávena de açúcar amarelo e meia de açúcar granulado)
2 chávenas de chá de farinha
1/4 de chávena de chá de cacau em pó
1 colher de chá de fermento em pó
1 colher de sobremesa de canela em pó
1/2 chávena de chá de margarina
1/2 chávena de chá de óleo vegetal
1 chávena de chá de coca-cola
2 ovos
1/2 chávena de chá de buttermilk ou coalho de manteiga 
1 colher de sobremesa de essência de baunilha


Pré-aquecer o forno a 180ºC.
Forrar uma forma rectangular com papel vegetal. Evitar usar forma com buraco pois altera os tempos de cozedura. Usei uma vez e o bolo ficou parecido com uma queijada enorme...
Numa caçarola ferver a margarina e a coca-cola. Por vezes coloco os ingredientes numa taça e levo ao micro-ondas até ferver... Funciona bem na mesma.
Numa taça, misturar a farinha com o açúcar, o cacau, o fermento e a canela. Verter o líquido quente sobre a farinha e misturar. Adicionar os dois ovos, o coalho e a essência de baunilha. Existe coalho de manteiga à venda no Lidl (o que é uma novidade!) mas, na falta deste, podemos substituir por 1/2 chávena de chá de leite misturado com uma colher de sopa de sumo de limão, deixando repousar por 5 minutos.
Misturar tudo até obter uma massa homogénea e verter na forma.
Levar ao forno por 20-25 minutos.




O bolo pode muito bem ficar assim. Já é ótimo! Mas para que fique decadente pode ainda ser coberto com um glacé feito com açúcar em pó e coca-cola... Muito açúcar em pó, pouca coca-cola....
Um sucesso fácil e rápido que faz as delícias dos adoradores de chocolate, com um toque de novo mundo...


quinta-feira, 9 de outubro de 2014

Doce como mel

Ai que saudades.....
A ausência prolongada aguçou-me o apetite por coisas doces. Isso e a chuvinha... O Outono é a minha altura do ano preferida para a doçaria. Parece que agora apetece sempre um bolinho... uma sobremesa... um pequeno conforto.

Como já não publicava nada há muito tempo, não posso recomeçar com uma receita muito complicada. Mesmo porque posso fazer uma distensão muscular... Por isso resolvi celebrar o meu regresso à blogosfera com um clássico de todos nós.


BOLO DE MEL





Ingredientes


5 ovos
1 chávena de chá e meia de açúcar
1/2 chávena de chá de mel (usei da alfarrobeira porque ADORO!)
Raspa de um limão
1/4 de chávena de chá de óleo (usei de coco porque sim)
2 chávenas de chá de farinha
1 colher de sobremesa de fermento em pó
1 chávena de chá de "buttermilk" ou coalho de manteiga - encontrei à venda no Lidl esta semana e tive de experimentar. Até hoje tenho feito o coalho em casa (1 chávena de leite e 1 colher de sopa de sumo de limão)


Ora bem... 
Pré-aquecer o forno a 180ºC.
Untar e enfarinhar uma forma de buraco.
Bater muito bem os ovos com o açúcar até que a mistura fique clara e muito fofa. Juntar o mel e a raspa de limão sem bater. Incorporar o óleo. Envolver a farinha e o fermento. Por fim, juntar o buttermilk ou coalho e envolver.
Verter a massa na forma e levar ao forno durante cerca de 40 minutos. Verificar a cozedura e retirar do forno. Deixar arrefecer por 10 minutos antes de desenformar. 
Decorar a gosto ou não decorar de todo!





Fica muito fofinho e com aquele cheirinho a bolo de mel que enche a casa. Pede um chá com toque de limão, um livro e um bocadinho de tempo para apreciar.
E ficamos prontos para o resto do dia.




E agora o mais difícil é... decidir o que fazer a seguir...
Sugestões?